Natixis: rumo ao desenvolvimento colaborativo do conteúdo de e-learning

"Graças a essa ferramenta, temos controle mais efetivo sobre as etapas do desenvolvimento de conteúdo. Os prazos e as questões relacionadas à dispersão geográfica foram reduzidos significativamente."

Pascal AUBERT

Responsável pelos Programas de e-Learning, Natixis

Natixis

close

Natixis: rumo ao desenvolvimento colaborativo do conteúdo de e-learning

Setor

Banco e seguros

Desafio

Compliance e políticas corporativas

Promover colaboração e networking

Natixis é um banco de investimento, gestão de ativos e serviços financeiros do BPCE. Possui quase 22 mil funcionários e é dono de uma forte presença internacional.

O porte da empresa, combinado com a distribuição geográfica de suas equipes, levou a Natixis a desenvolver sua própria suíte de treinamento a distância. O contexto de regulamentações relacionado às atividades empresariais do banco também foi um argumento a favor do e-learning.

Com a adoção de novas tecnologias de ensino, o Natixis encontrou uma solução eficaz de treinamento para treinar toda a sua equipe. “Usado no princípio para servir temas transversais e corporativos, o e-learning pode tratar também de outros assuntos, por exemplo, atividades específicas do negócio”, explica Pascal Aubert, responsável pelos programas de e-learning do Natixis, “sem contar que posso ter a ajuda dos especialistas nessas áreas ou até mesmo a contribuição direta deles”.

Desenvolvimento de conteúdo facilitado

Contudo, na adoção desse método, o Natixis não quer sacrificar a qualidade conteúdo que oferece. Colocar o desenvolvimento de conteúdo de e-learning ao alcance de todos não é algo que pode ser improvisado. É necessário coordenar as pessoas de diferentes partes do mundo, treinar os especialistas e ter garantia de que o engajamento seja mantido.

Com esse objetivo em mente, em 2001 o Natixis testou a solução Mohive da CrossKnowledge. O Mohive é uma plataforma colaborativa completa que permite que leigos em e-learning desenvolvam conteúdo de treinamento customizado com rapidez, facilidade e rico em recursos de mídia. “Graças a essa ferramenta, trabalhamos em colaboração e temos controle mais efetivo sobre as diversas etapas do desenvolvimento de conteúdo. Os prazos e as questões relacionadas à dispersão geográfica foram reduzidos significativamente”, diz Pascal Aubert. O fluxo de trabalho integrado, combinado com uma área de trabalho em comum, permite que o departamento de treinamento do Natixis gerencie ciclos de projeto com os quais diversos departamentos contribuem, desde a determinação das metas de treinamento até a publicação do conteúdo. Com relação ao visual do conteúdo, é possível integrar uma variedade de mídias (imagens, vídeos, recursos interativos etc.) para tornar a experiência de aprendizagem mais envolvente e agradável. Também é possível criar exercícios específicos. “Estamos chegando ao final da fase experimental. Em junho de 2013, aceleramos o processo dedicando um recurso a esse projeto”, explica Pascal Aubert.

Desenvolvimento de conteúdo descentralizado… com distribuição centralizada e comunicativa!

Não é suficiente ter garantia de que todos esses projetos sejam gerenciados adequadamente. É preciso inserir os cursos recém-desenvolvidos em um cronograma de implantação coerente que, por sinal, já é bastante rico (implantação de um curso de e-learning a cada dois dias, visando novos colaboradores, pessoas que assumem novos cargos etc.). Os projetos de treinamento cobrindo as atividades principais da empresa serão implementados de forma coordenada e assistidos por iniciativas altamente direcionadas e eficazes, da mesma maneira que os programas de treinamento maiores. Isso significa que os cursos se beneficiarão de toda especialidade e experiência adquirida ao longo dos últimos anos.

Diversos projetos de treinamento voltados à atividade central estão a caminho no Natixis, e ainda há mais por vir: treinamento com tutores, testes de conhecimento regulatórios, avaliações de qualidade de código para a equipe de TI, planos de continuidade etc. Na medida em que todos se envolvem, o caminho fica mais aberto para a descentralização do desenvolvimento de conteúdo. Isso também faz com que se analise a cadeia de valor agregado, para que o conhecimento pedagógico circule pela organização inteira. “Temos alguns desafios estimulantes à frente e todos os envolvidos têm um papel importante a desempenhar!” diz Pascal Aubert.

Dê mais um passo
para sua transformação

Contato
close