Treinamento a distância na Geodis: uma necessidade e uma estratégia

"No momento, o que estamos observando é um alto nível de satisfação da parte do RH e dos alunos."

Jérôme PUISSANT

Diretor Internacional de RH, Geodis

Geodis

close

Treinamento a distância na Geodis: uma necessidade e uma estratégia

Setor

Serviços

Desafio

Impulsionar sua cultura e transformação digital

A Geodis é a quarta maior empresa de logística na Europa, atua em 66 países e emprega 32 mil funcionários. Possui cinco grandes área de atuação no setor de cadeia de suprimentos e transporte rodoviário de mercadorias.

A formação a distância foi iniciada na divisão GSCO (em inglês, Global Supply Chain Optimisation), que opera em 42 países, logo foi expandida para todas as divisões do grupo. Desde o início, o grupo conseguiu implementar uma abordagem global sem afetar a autonomia de suas entidades locais.

“Queremos desenvolver uma série de competências em todos os países onde opera a GSCO, não apenas em temas técnicos e de negócios, mas também de bem-estar pessoal”, diz Jérôme Puissant, Diretor Internacional de RH da GSCO. A questão é: como treinar uma equipe de diferentes culturas em uma ampla variedade de assuntos quando nem sempre há tempo ou meios para oferecer treinamentos presenciais? Rapidamente tornou-se claro que o e-learning era o caminho a seguir e essa observação foi logo transformada em uma estratégia plenamente desenvolvida.

G-Campus, um portal de aprendizagem em grupo multifacetado

Assim que as soluções da CrossKnowledge foram selecionadas depois de uma cotação e um projeto piloto, a estratégia foi implantada na divisão GSCO em 2010 e estendida ao resto do grupo em 2011. O e-learning é considerado uma solução que possibilita o desenvolvimento de iniciativas de capacitação em escala global, melhorando a coerência. É também uma maneira de oferecer treinamento sob demanda e com bom custo-benefício em resposta a necessidades profissionais específicas.

O portal de treinamento do grupo, batizado de G-Campus, foi desenvolvido com esses critérios específicos em mente. Hospedado na CrossKnowledge Learning Suite, o G-Campus é incomum, pois, apesar de ser um portal do grupo, oferece páginas personalizadas para cada filial. Cada uma define sua própria estratégia de treinamento e está livre para criar seus próprios programas de blended learning utilizando tanto os recursos do catálogo da CrossKnowledge quanto os módulos sobre atividades da empresa desenvolvidos com o Mohive. “Estamos ansiosos para desenvolver cada vez mais conteúdo ‘caseiro’. A nossa equipe precisa de treinamento prático diretamente relacionado ao que eles fazem”, explica Jérôme Puissant. “Queremos criar módulos especificamente relacionados com a cadeia de suprimentos, transporte internacional, transporte rodoviário de mercadorias, logística e assim por diante”. Até então, 80 desses módulos foram integrados nos programas de treinamento e há mais 180 em processo.

Envolvendo todos

Cada divisão da Geodis é responsável pelo lançamento dos seus próprios programas de treinamento. Os representantes do G-Campus são pessoas de cada unidade de negócio e, cerca de uma vez a cada três meses, todos se reúnem no comitê de gestão do projeto com a CrossKnowledge. Cada unidade treina suas equipes no seu ritmo, dependendo das suas prioridades. Essa forma de trabalho parece ter conquistado a aprovação de todos, segundo uma pesquisa realizada pela Geodis em junho de 2013. Composto de perguntas abertas, esse estudo qualitativo permitiu coletar bastante material. “Ainda estamos analisando os resultados. No momento, o que estamos observando é um alto nível de satisfação da parte do RH e dos alunos”, diz Jérôme Puissant.

Entretanto, a Geodis nunca perde de vista a importância da unidade dentro do grupo. Como explica Jérôme Puissant, eles estão ansiosos para oferecer um treinamento corporativo que reforce um sentimento de pertencimento. “Por exemplo, trabalhamos com a CrossKnowledge no desenvolvimento de um curso de integração. Agora, os novos colaboradores podem conhecer a Geodis, seus segmentos e áreas de negócio em uma apresentação geral”, complementa Jérôme Puissant.

Coesão e mobilidade: as chaves para o futuro

O e-learning e o modo de funcionamento posto em prática tornaram possível para as divisões trabalhar de uma forma mais transversal e, ao mesmo tempo, preservar sua autonomia em termos de treinamento. “O próximo passo será otimizar e racionalizar todo o conjunto. Em 2014, vamos começar a integrar mais programas de treinamento. Já existem alguns sobre igualdade e diversidade profissional, integração, valores corporativos, projetos de transformação do grupo e desenvolvimento sustentável. Todavia, faz sentido desenvolver alguns programas para o grupo inteiro sobre gestão e desempenho pessoal, por isso vamos começar a estruturá-los em um núcleo comum.”

Consciente do progresso alcançado em três anos, Jérôme Puissant está contente por ter concedido acesso ao G-Campus a 12 mil funcionários. “No entanto, nos deparamos com algumas dificuldades para oferecer capacitação para todos os nossos colaboradores, visto que muitos deles não trabalham em local fixo, mas, por exemplo, em depósitos ou caminhões. Portanto, vamos investir cada vez mais em soluções portáteis”, diz Jérôme. Não há dúvida de que o mobile learning (em português, aprendizagem móvel) será uma prioridade do treinamento ao longo dos próximos anos.

Hoje, o G-Campus é reconhecido por todos os colaboradores como o portal de e-learning da Geodis. “Nossas equipes estão muito orgulhosas dessa conquista, pois é uma recompensa pelos seus esforços na implantação dessa ferramenta”, conclui Jérôme Puissant.

Dê mais um passo
para sua transformação

Contato
close